Como se sentir motivado – Oito dicas para se sentir motivado

Chame como quiser, todos sabemos como é. Quando se trata de meus objetivos, se necessário, sou capaz de trabalhar sob quaisquer condições, não importa como eu me sinta. Contudo, não seria melhor se eu pudesse me sentir motivado primeiro e trabalhar depois? Eu acho que sim – eu trabalho melhor, sinto-me mais satisfeito e acho que sou mais eficiente quando trabalho motivado do que quando estou simplesmente tentando terminar uma tarefa.

Estas estratégias de motivação não são milagrosas – com certeza haverá momentos em que você simplesmente não consegue se sentir motivado a fazer algo, mas tem que fazê-lo do mesmo jeito. Mas na maioria dos casos, eu geralmente consigo usar uma destas estratégias para superar a falta de motivação.

• Encontre o seu mantra ou slogan. Um mantra não precisa ser longo. O meu é de Aristóteles: “Você é o que você faz repetidamente”. “Saia e faça algo. Mova-se. Interaja. Explore. Respire. Arrisque-se. Pare de desperdiçar sua vida voluntariamente. Pare de reclamar e de dizer que você está entediado. Esta é a sua vida. Faça algo com ela. Você é o que você faz repetidamente.” – Aristóteles

• Relembre seus momentos de pico. Termo cunhado pelo escritor Michael Stanier, os momentos de pico são momentos de triunfo e eles me lembram de quem sou – e de por que estou perseguindo meus objetivos únicos. Um momento de pico é um momento em que você se sentiu no topo do mundo. Seu momento de pico é aquele que o conecta à vez em que você se sentiu mais satisfeito, mais realizado, mais presente. Um momento em que você disse: ‘Sim, isso é algo para se lembrar, esse é um momento meu, do meu ‘eu’ mais essencial, mais autêntico e melhor’.

• Faça menos. Faça tudo valer. O que quer que você faça ou mantenha em sua vida, faça valer a pena mantê-lo. Faça realmente valer a pena. Eu frequentemente me sinto desmotivado quando sinto que estou carregando o mundo nas costas e, por causa disso, sinto que completar as minhas tarefas na verdade não faz eu me sentir bem – só faz eu me sentir ansioso e me preocupar com “o que vem depois”. Simplifique. Livre-se dos compromissos. Ao abrir espaço em meu dia para as coisas que eu quero fazer, eu me sinto muito mais motivado a começá-las – e não me preocupo com a longa lista de afazeres que espera por mim.

• Corte o mal pela raiz – não deixe que a depressão comece. Frequentemente, para mim, são as pequenas coisas que levam a uma depressão motivacional. É matar um dia de academia para sair com os amigos, depois dois… Na próxima semana, no fundo eu estou maquinando o por quê de hoje ser um dia ruim para ir à academia – são tantos impulsos trabalhando contra mim que fica difícil recomeçar. Não caia nessa – reconheça as atividades que você usa como desculpa para procrastinar e corte o mal pela raiz. Tome uma atitude imediatamente, por menor que seja a vitória, e use essa motivação para tarefas futuras.

• Seja ativo. Eu só tenho evidências empíricas para apoiar essa ideia, mas eu descobri que quando não me exercito, meus objetivos também sofrem. Eu não tenho certeza de onde, nesse processo mágico, está a relação entre a produtividade, a corrida, a música animada de academia e um banho refrescante depois disso tudo – mas ela existe. Mesmo que eu não entenda a conexão entre isso tudo, fazer uma pausa e correr por meia hora pode mudar minha perspectiva e me deixar motivado a continuar. Na verdade, muitas vezes, quando estou correndo, eu me inspiro e fico tentado a diminuir meu intervalo para voltar logo ao trabalho.

• Lembre-se de que este momento é precioso – e só acontece agora. Às vezes, quando não estou motivado a fazer o que precisa ser feito, eu me lembro de que, se perder essa oportunidade, essa chance única, eu jamais terei outra. Meus minutos, minhas horas e meus dias só acontecem uma vez – e depende de mim viver a vida que quero, agora.

• Sonhe. Isso pode ser apenas semântico, mas eu sempre sinto que a palavra “sonho” é mais libertadora que a palavra “objetivo”. Eu gosto de ter e de me focar diariamente em meus objetivos – eles tendem a ser concretos, discretos e (para mim) de mais curto prazo. Os sonhos me lembram de por que estou me focando em objetivos de curto prazo – você pode ter o objetivo de visitar a Austrália, mas sonhar com uma viagem ao redor do mundo.

• Use motivação diária e constante. Descubra uma maneira de ter uma dose de inspiração diária, seja se inscrevendo em um site que envia e-mails motivacionais diários ou um calendário em sua mesa que mostra mensagens positivas todos os dias ou qualquer coisa que não precise que você se lembre de ir atrás. Os e-mails serão enviados, quer você se lembre deles, quer não, e calendários diários precisam ser atualizados e não é difícil se lembrar de fazer isso! O que quero dizer é que se sua onda motivacional diária depende de algo de que você se esquece mais do que se lembra, não vai funcionar.

Texto originalmente publicado em : http://www.excellencestudio.com.br/motivacao/como-se-sentir-motivado-oito-dicas-para-se-sentir-motivado.htm

#motivação #coaching #motivado #sonhe #viver #produtividade #conexão #eficiente #trabalhar #objetivos #blogandocoaching #estratégias #academia #combateradepressão #futuro #realização #propósito #maisresultado

Posts Em Destaque